"Sem reflexão não há evolução."

Jairo Alves

@jairobigbrain

jairo2k@gmail.com

Reflexões sobre as leis.

11/02/2014 21:30

A palavra “lei” vem de “Lex” do latim que é sinônimo de regra ou norma. Portanto, as leis são ligações obrigatórias. Estas ligações são responsáveis pelas relações causais, ou seja, as relações de causa e efeito são suportadas por leis.Logo, as leis são os instrumentos através dos quais a lógica é implementada na realidade. Os principais tipos de leis são: as leis da natureza e as leis concebidas pelos seres racionais.

 

As leis da natureza são responsáveis pela criação e manutenção de absolutamente tudo do micro ao macrocosmo. São elas que organizam a realidade natural física, química e biologicamente.Portanto, as leis da natureza são imprescindíveis para a existência até das ciências, pois sem elas não existiriam relações causais para serem identificadas. Em outras palavras, as leis da natureza não podem ser transgredidas nem revogadas, pois são elas que suportam a realidade natural.

 

As leis da natureza são consideradas divinas por muitas pessoas e organizações religiosas. Contudo, essa visão não impede que as leis naturais possam ser identificadas e entendidas pelas ciências. Pelo contrário, muitas leis atribuídas às divindades servem apenas para encobrir valores e interesses humanos. A instituição destas leis geralmente se apóia em relatos de sociedades primitivas e de pessoas que se intitulam porta-vozes divinos. Os transgressores destas leis geralmente são denominados pecadores ou infiéis. Muitas vezes, eles são descriminados, perseguidos e punidos com rigor.

 

As leis concebidas pelos seres racionais têm a finalidade de estabelecer situações que sejam dos seus interesses. Essas leis dependendo do contexto são denominadas: regras, estatutos, normas, regulamentos etc.Exemplos: As leis de trânsito, leis esportivas, o código civil, o código penal, a constituição, regras de condomínios etc. Os animais também concebem e impõem leis, porém elas são mais rudimentares do que as humanas. Elas servem para estruturar o bando, dividir o trabalho, ritualizar o acasalamento, construir moradias (ninhos, cupinzeiros, formigueiros, favos etc.).As leis dos seres racionais são extremamente importantes, mas mesmo assim podem ser transgredidas. Quando isso acontece com os seres humanos, os transgressores são denominados infratores, criminosos, traidores, contraventores etc.

 

A coerção e a coação são os principais instrumentos dos guardiões das leis dos seres racionais e divindades, pois a ameaça e a força são indispensáveis para dominar o livre-arbítrio dos seres racionais. Perguntas: Porque os valores divinos necessitam de guardiões? Por que eles não são impostos através de leis intransponíveis, tal qual acontece na natureza? Resposta: Isso acontece porque esses valores foram criados pelos seres humanos para padronizar o comportamento dos seus semelhantes. Em outras palavras, as leis divinas e o pecado foram inventados para que o nosso comportamento seja compatível com interesses ou valores culturais vigentes.

 

Em suma as leis são indispensáveis para a criação e a manutenção da realidade, mas nem sempre são oriundas das vontades que pensamos. Em outras palavras, nós temos que ter muita cautela para não sermos manipulados para fins escusos. Esta manipulação constitui um desserviço à evolução pessoal, social, cultural e humanística. O melhor modo de evitá-la é conhecendo a natureza holisticamente. Se você quiser avançar nesta direção leia também os artigos “Sugerindo uma nova ciência.” e “Uma visão surpreendente do universo..