"Sem reflexão não há evolução."

Jairo Alves

@jairobigbrain

jairo2k@gmail.com

Reflexões sobre a vontade

11/02/2014 21:29

A palavra “vontade” aparece ou está subentendida em quase todas as mensagens humanas. Isso ocorre porque ela está direta ou indiretamente envolvida em todos os tipos de eventos. Faça um teste. Pegue um texto qualquer e tente retirar os conflitos, declarações, descrições, relações, organizações, reivindicações ou outras manifestações de vontade para ver o que sobra.

 

A vontade é conceituada de duas formas diferentes no dicionário. Em uma, ela é a faculdade ou capacidade de querer ou manifestar desejo. Na outra, ela é um querer, desejo, anseio, aspiração, ambição, cobiça ou pretensão. Entretanto, ela também pode ser uma necessidade, isto é, uma vontade obrigatória. Exemplo: As vontades de comer e beber também são necessidades, pois elas são imprescindíveis à sobrevivência. Viajar pode ser uma necessidade ou um desejo, pois uma viagem pode ser uma obrigação ou escolha.

 

As necessidades naturais são evidências de que a natureza também manifesta vontades que são impostas pelos processos naturais. As vontades naturais são muito mais poderosas do que as humanas, pois elas têm que suportar absolutamente tudo: os átomos, as moléculas, a flora, a fauna e o universo inteiro. Entretanto, explicar como a natureza pode ser uma obra de engenharia da sua própria vontade é assunto para outro artigo.

 

A vontade humana está em quase tudo que somos, fazemos ou pensamos. Ela é o motor do sucesso nos esportes, nos estudos, na profissão e nos relacionamentos pessoais ou profissionais. Ela é a razão do desequilíbrio ambiental, pois é por causa dela que alteramos o meio ambiente. A vontade dos pais é uma das variáveis responsáveis pela modelagem do comportamento dos filhos. As vontades dos parentes são responsáveis pelo estabelecimento do comportamento familiar. As vontades precisam ser hierarquizadas para estruturar qualquer organização, seja ela formal ou informal. A vontade do patrão determina o comportamento das vontades dos empregados. As vontades dos consumidores e fornecedores definem as relações comerciais. As vontades empreendedoras são responsáveis pela estruturação das organizações humanas. A vontade é imprescindível em qualquer governo, pois somente ela pode controlar as forças necessárias para dominar e conduzir outras vontades. Em suma, a vontade é o agente e o paciente de todas as relações humanas.

 

A existência e a capacidade de sobrevivência das entidades naturais estão diretamente ligadas capacidade de manifestação das suas vontades. A atividade que trata da relação entre as vontades de entidades distintas é conhecida por política. Em outras palavras, a política é o meio pelo qual as vontades se dominam e integram para se realizarem. O papel que a vontade desempenha na realidade natural somente pode ser inteiramente entendido quando se enxerga o universo holisticamente. Se este tema lhe interessou, leia também o artigo “Uma visão surpreendente do universo.