"Sem reflexão não há evolução."

Jairo Alves

@jairobigbrain

jairo2k@gmail.com

O Cronocentrismo

11/02/2014 21:17

A palavra “cronocentrismo” é ambígua, ou seja, ela tem mais de um significado. Neste contexto, ela será utilizada exclusivamente para informar que o tempo está no centro de todas as coisas do universo, do micro ao macrocosmo. A princípio, esta idéia pode parecer absurda, mas esta suposição é totalmente amparada em fatos.

 

A célebre frase “Na natureza nada se perde! Nada se cria! Tudo se transforma” de Lavoisier é um dos fatos a favor do cronocentrismo. Transformações são eventos, que por sua vez são movimentos temporais. Em outras palavras, a transformação natural é uma das principais evidências do cronocentrismo, pois é uma prova de que o tempo está em todas as coisas do universo.

 

O funcionamento de tudo que existe, do micro ao macrocosmo, é outro fato em prol docronocentrismo. Funcionamento algum seria possível sem a variável tempo. Em outras palavras, os fatos demonstram que o tempo é indispensável para o funcionamento de todas as coisas do universo, ou seja, que o tempo é intrínseco a todos os funcionamentos. A melhor maneira de perceber isto é através do processo.

 

O processo é mais um fato que suporta o cronocentrismo. É ele que realiza todas as coisas. Ele se compõe de operações cronológicas. Operações cronológicas são eventos temporalmente ordenados. Em outras palavras, os processos corroboram com ocronocentrismo, pois tudo neles depende do tempo. Sem o cronocentrismo os processos inexistiriam. A maneira mais fácil de visualizar isto é por meio das repetições ou recorrências.

 

A repetição ou a recorrência é mais um fato que evidencia o cronocentrismo. O tempo está presente em qualquer repetição, pois sem ela, eventos tais com0: os que suportam os dias e a nossa existência jamais existiriam. Em outras palavras, os ciclos que mantêm as existências de todas as coisas naturais são fortes provas da coerência do cronocentrismo, pois todos os ciclos são formas temporais.

 

A morte também é um fato que apóia o cronocentrismo, pois ela é parte do processo de transformação do universo. Ela encerra os processos que mantêm as existências dos seres biológicos. Em outras palavras, a morte depõe a favor do cronocentrismo porque possibilita perceber que cada ser biológico tem um tempo intrínseco. Tempo este, normalmente chamado de existência ou vida.

 

Os fatos comprovam: “O tempo é imprescindível para qualquer coisa porque todas as existências são temporais.” Entretanto, perceber o cronocentrismo não é fácil, pois quase todo mundo vê o tempo como uma espécie de tapete sobre o qual os eventos ocorrem e não como principal agente ou insumo de todas as coisas naturais. Para contornar este problema é necessário raciocinar de uma forma diferente da usual.

 

A maneira mais confiável de comprovar a factibilidade do cronocentrismo é explicando minuciosamente qual é o papel do tempo na formação das coisas. Sem isto, o cronocentrismo seria apenas mais uma invenção como o teocentrismo e o antropocentrismo. Para conhecer uma visão 100% lógica do mundo totalmente montada a partir do cronocentrismo clique aqui.